Animes: Melhores estreias de 2020

por em 23 de dezembro, 2020 Comente

Já me acostumei a acompanhar os lançamentos do ano, então é claro que tenho os meus favoritos entre eles. Por isso, hoje vou compartilhar a lista com as melhores estreias de 2020 na minha opinião.

Esse post foi muito difícil de escrever, a começar pelo fato de que eu esqueci quais foram as estreias deste ano que assisti. Para completar, esqueci qual mês do ano começa cada estação, então não consegui nem usar as datas de lançamento para achar os animes de cada temporada. Ainda bem que existe o Google e eu pude achar as datas certinhas, do contrário dificilmente este texto existiria.

Lembrando que, como o Japão fica no hemisfério norte e as temporadas seguem as estações de lá, o ano começa com a temporada de inverno e termina com a de outono.

Vocês podem encontrar minha lista de 2019 aqui.

melhores estreias de 2020

● Temporada de inverno

○ In/Spectre (Kyokou suiri) – Assistir na Crunchyroll

Em um mundo habitado por yokais, Iwanaga se tornou a Deusa da Sabedoria e age como mediadora, resolvendo problemas do mundo extraordinário. Kuro é um jovem temido pelas criaturas e que claramente esconde algo. Juntos, eles passam a tentar preservar a linha tênue entre humanos e seres sobrenaturais.

Os protagonistas estão, sem dúvidas, na minha lista de casais favoritos. Eles são muito engraçados, então é impossível não rir com eles, ainda mais quando o Kuro finge que não gosta de estar perto da Iwanaga. Além disso, a forma que a história é narrada é diferente do que estou acostumada: as explicações são longas e extremamente detalhadas. Mas não achei exaustivo, na verdade foi muito tranquilo de assistir, prendeu minha atenção justamente por fugir do padrão.

○ Darwin’s game – Assistir na Crunchyroll

Kaname Sudo recebe um convite para jogar o “Darwin’s Game” e, ao abrir o aplicativo, ele é mordido por uma cobra que surge da tela do celular. A primeira coisa que ele pensa é que está alucinando, mas mesmo assim abre o aplicativo do jogo novamente. Ele vai parar dentro de uma realidade onde os participantes têm superpoderes e lutam por sobrevivência.

Confesso que não gostei do começo, mas continuei assistindo com a esperança de que melhoraria. E fico feliz por não ter abandonado porque é uma história muito legal. Gostei tanto do desenvolvimento da narrativa quanto do do protagonista. É um enredo simples, que eu não chamaria de inovador, até meio clichê, e ainda assim funcionou tão bem que o resultado foi algo que me prendeu até o fim.

○ Science fell in love, so I tried to prove it (Rikei ga koi ni ochita no de shoumei shitemita.) – Assistir na Crunchyroll

Quando dois cientistas se apaixonam um pelo outro, mas não entendem o conceito de amor, é claro que a melhor forma de lidar com isso é fazendo experimentos para provar que o sentimento, de fato, existe. Ou seja, Himuro e Yukimura conseguem transformar uma simples declaração amorosa em uma comédia maravilhosa, com testes engraçadíssimos que, no fundo, fazem muito sentido.

Como muitas pessoas falaram, RikeKoi é o Kaguya-sama de 2020 e essa é, definitivamente, a melhor descrição dessa história. Estou longe de ser uma grande fã de comédia romântica, mas amei esse anime. No começo eu fiquei meio “que vergonha alheia, eles são muito idiotas” e nem percebi quando mudei para “idiotas, sim, mas um casalzão”. O desenrolar do casal é nota 10, eles são perfeitos um para o outro. Não sei nem explicar o tanto que me diverti com as coisas absurdas que eles falam, sou eternamente grata pelas gargalhadas geradas.

● Temporada de primavera

○ My next life as a villainess: All routes lead to doom! (Otome game no hametsu flag shika nai akuyaku reijou ni tensei shiteshimatta…) – Assistir na Crunchyroll

Ao recuperar as memórias da vida passada, Katarina percebe que reencarnou no mundo de um dos jogos que amava: Fortune Lover. Não como a protagonista, mas como a vilã que enfrenta finais ruins em todas as rotas. Usando todo o conhecimento do jogo, ela passa a tentar evitar a própria destruição enquanto, sem querer, cria uma comédia perfeita.

Não é atoa que a protagonista é conhecida como “Bakarina” (baka = idiota), as melhores cenas são as que ela não percebe o quanto não está usando o cérebro. Eu ri demais quando os amigos dela concluíram que ela não seria capaz de elaborar um plano com muitos detalhes. Além disso, essa história deveria ganhar um troféu de melhor harém reverso bissexual. Basicamente, todo mundo entra para o harém da Bakarina e a melhor parte é que ela nem percebe.

○ Tower of God (Kami no tou) – Assistir na Crunchyroll

A Torre de Deus é um lugar que escolhe algumas pessoas, os Regulares, para subir a torre e passar por provações até o final. Diz a lenda que quem chega ao topo tem seus desejos realizados, então não surpreende que as pessoas queiram ser escolhidas. O sonho de Rachel é subir a torre, a ponto de abandonar Bam, um amigo, quando ela enfim é convidada a entrar nesse local tão misterioso. O que ela não imaginava é que ele seguiria ela, entrando sem ser convidado, se tornando um Irregular. Tudo que ele quer é reencontrar Rachel.

Por ter um ritmo mais lento, às vezes passava a sensação de não estar evoluindo muito. Mas acho que foi exatamente isso que me fez gostar desse anime: um progresso feito sem pressa, bem trabalhado e que garantiu a vontade de querer acompanhar para saber mais sobre. E, sim, senti muita raiva assistindo o último episódio. Eu sabia que algo ruim ia acontecer, mas não esperava que fosse naquele nível. Minha reação foi dar um tapão na mesa e gritar “filh* da p0$@” tão alto que até fiquei surpresa.

melhores estreias de 2020

● Temporada de verão

○ The God of high school – Assistir na Crunchyroll

“The God of high school” é um torneio de lutas para decidir quem é o colegial mais forte do país. Todas as artes marciais e armas são permitidas e o prêmio é a garantia de ter qualquer desejo realizado. Mas não é só isso: existe um segredo sob a fachada da competição e tem muito mais acontecendo do que aparenta.

É o shounen de lutinha que eu não sabia que precisava e me deu muita felicidade. O conteúdo extra é realmente só uma pequena adição, o foco são as lutas, então é claro que gostei. Eu esperava várias cenas de combate, porradaria para todos os lados e é exatamente isso que a história oferece. Com o complemento de ter sido muito bem animado, ou seja, o brinde é ver as batalhas com movimentos perfeitos em alta definição.

○ The misfit of demon king academy (Maou gakuin no futekigousha: Shijou saikyou no maou no shiso, tensei shite shison-tachi no gakkou e) – Assistir na Crunchyroll

Para colocar um fim na guerra entre humanos e demônios, Anos Voldigoad, o rei demônio, usa todo o poder disponível e se prepara para reencarnar em um futuro onde a paz reinará. Infelizmente, essa não é a realidade que ele encontra dois mil anos depois. Na verdade, tudo parece pior dado que até mesmo o nível de magia diminuiu. E, como se isso já não fosse suficiente, as pessoas sequer lembram quem Anos realmente é e ele acaba sendo classificado como divergente na Academia do Rei Demônio. Enquanto tenta descobrir quem alterou a história, ele vai fazer com que seus descendentes se lembrem quem é o verdadeiro rei.

Esse é mais um que fiquei com pé atrás no começo, até achei que seria chato demais. Fiquei incomodada com o protagonista ser tão forte, a ponto de ninguém alcançar o nível dele. Contudo, depois de alguns episódios, passei a achar isso maravilhoso por ser justamente o contrário do que é comum em histórias assim. No final, eu já fazia parte do fã-clube do Anos, mas sem a parte de cantar porque até eu tenho limites.

○ Rent-a-girlfriend (Kanojo, okarishimasu) – Assistir na Crunchyroll

Kinoshita Kazuya é um grande fracasso que acabou de ser largado pela única namorada que já teve. A melhor ideia que ele teve para resolver esse problema foi contratar uma namorada de aluguel por um app. É assim que ele conhece Mizuhara Chizuru, uma bela jovem que logo conquista o coração dele. Os caminhos deles acabam se enrolando de uma forma muito engraçada e cheia de problemas que, no fundo, são parte da diversão.

Durante a temporada de verão, toda sexta-feira era dia de sentir vergonha alheia com o Kazuya. Enquanto a Mizuhara era sempre perfeita, o Kazuya cometia erro em cima de erro e só me fez passar raiva. Quando não era ele, eram os fãs da Ruka. Pleno 2020 e ainda tem gente que acha que uma pessoa (personagem, no caso) tem obrigação de retribuir os sentimentos de alguém. Que eles devem ficar juntos, afinal um dos envolvidos realmente gosta do outro. Eu fiquei muito estressada com isso, a ponto de ter pegado um leve ranço do anime por esse motivo. Mesmo assim, assisti todos os episódios e aproveitei para rir bastante do Kazuya.

● Temporada de outono

○ Tonikawa: Over the moon for you (Tonikaku kawaii) – Assistir na Crunchyroll

Yuzaki Nasa tem grandes planos para si mesmo, é por isso que ele está determinado a entrar em uma boa escola. No entanto, nem sempre o destino segue o planejado. Um dia, ao voltar para casa, Nasa vê uma garota muito bonita e fica tão impressionado pela beleza dela que acaba sendo atropelado ao tentar se aproximar. Felizmente, ele é salvo pela garota. Como ele se recusa a perder a chance, força o próprio corpo machucado a segui-lá e a convida para um encontro. A surpresa é que ela aceita, mas com a condição de que eles devem se casar primeiro. Contrariando todo o bom senso, é assim que surge um relacionamento amoroso.

O prêmio de melhor casal de 2020 é da Tsukasa e do Nasa e quem discordar está errado. Eles já são maravilhosos separados, mas juntos ficam ainda mais perfeitos e eu os amo. No começo, achei que só o Nasa estava investindo no relacionamento, ainda mais que ele é um grande fofo. Mas a Tsukasa também é um amorzão, 100% dedicada em ser a melhor esposa (e ela é). Eles formam aquele tipo de casal que é muito shippavel e dá vontade de torcer pela felicidade eterna deles. Foi muito divertido assistir o dia-a-dia deles e espero que tenha segunda temporada.

○ Jujutsu kaisen – Assistir na Crunchyroll

Quando os sentimentos negativos de humanos se tornam maldições, somente outras maldições podem exorcizar elas. Ao ter contato com um item amaldiçoado, Itadori Yuji se vê envolvido (até demais) com esse mundo. Por causa disso, ele acaba frequentando a escola de feiticeiros jujutsu, uma organização que combate maldições.

Acredito que não é surpresa esse anime estar na minha lista de melhores estreias de 2020 porque é exatamente o que eu gosto e a história é muito boa. Sem contar que foi tão bem animado que fico até emocionada vendo todos os movimentos, personagens e cenários lindos. Eu já esperava que fosse ótimo, então bastou assistir o primeiro episódio para confirmar isso e ficar completamente apaixonada. O Itadori é um típico protagonista de shounen, por isso foi fácil gostar dele, ainda mais quando ele faz menções a outros shounens. Isso é algo que gostei muito: o fato de estar lotado de referências a outras histórias. Foi uma ideia genial porque vão desde pequenos detalhes à citações abertas. Claro que sou da parte do fandom que ama o Gojo-sensei, mas meu personagem favorito é o Fushiguro.

○ Wandering Witch: The Journey of Elaina (Majo no tabitabi)

Elaina cresceu fascinada com “As aventuras de Nike”, um livro sobre as histórias das viagens de uma bruxa renomada. Com a esperança de viver aventuras tão maravilhosas quanto as do livro, Elaina se esforça para também se tornar uma bruxa. Quando consegue, não é de se surpreender que ela queira começar a viajar o mais rápido possível. É assim que começam os contos da bruxa mais bonita cujo cabelo é cinzento e o nível de autoestima é altíssimo.

Cada episódio mostra uma aventura da Elaina pelos lugares que ela visita, com todas as pessoas que vai conhecendo pelo caminho. As viagens mostram experiências variadas, desde muito boas até ruins. Aliás, as partes sombrias são realmente pesadas, a ponto de ter aviso de gatilhos. O que mais gostei foi justamente retratarem todos os ângulos de uma viagem, entendi que isso foi uma metáfora, afinal nem sempre é tudo maravilhoso quando seguimos por certos caminhos na vida real.

○ Noblesse – Assistir na Crunchyroll

Quando Raizel desperta de seu sono de mais de 800 anos, acaba indo parar em um colégio humano. Ele é um Noblesse, um nobre puro sangue que protege outros nobres. Para preservar sua volta, ele se mistura com o mundo humano e faz amizades com seus colegas de turma. Entretanto, uma organização secreta chamada União envia humanos modificados para procurar ele. Isso o obriga a usar o seu poder para proteger seus novos amigos.

Esse é o anime com a melhor boy band gótica suave que eu já assisti, só aparece homem bonito para se juntar ao grupo. Não vou mentir, é o que mais gosto porque, além de muito lindos, eles são uns amores. Outra coisa que me fez continuar assistindo foi o mistério envolvendo o sono de anos do Raizel, eu fiquei muito curiosa. Tanto que não aguentei esperar para ver se a versão da Crunchyroll falaria sobre isso e assisti Noblesse: Awakening. Superada a curiosidade, segui assistindo porque fui completamente conquistada pelos personagens. Eles são muito cativantes, a ponto de já me sentir amiga deles.

○ Akudama Drive – Assistir na Funimation

A movimentada cidade de Kansai poderia ser chamada de utopia tecnológica com as ruas cheias de luzes neon e telas cibernéticas. Mas nos becos escuros existem grandes criminosos conhecidos como Akudama. Durante a contagem regressiva para a execução de um famoso Akudama, uma mensagem prometendo uma enorme fortuna é enviada para vários criminosos de elite para que eles impeçam a execução. Alguém armou para unir esses Akudamas em um mesmo local, dando início a um grande banho de sangue.

Não vou mentir, só comecei a assistir por causa do hype que surgiu na internet. Vi tantas pessoas falando que amaram, que era o melhor da temporada, que fiquei curiosa e ainda bem que não me decepcionei. No início fiquei sem entender, mas logo fui pega no “vou assistir só mais um episódio” e foi assim que percebi o quanto eu estava gostando. A história é atrativa, a animação é boa e os personagens ganharam toda a minha atenção. Tem muita violência, então não recomendo para quem não gosta de cenas assim.

Entre todas as estreias que amei, a que ganhou meu coração como a melhor do ano foi Jujutsu kaisen. É um shounen com todos os elementos que gosto, tem ação, lutas, demônios, escola e treinamentos, então é impossível não ser o meu favorito.

Ellen Silva
Amo livros, séries, animes e procrastinar.
Você também pode gostar...
0 Comentários
Deixe Um Comentário