Evento: Anime Friends 2022

por em 15 de julho, 2022 2 Comentários

Depois de três anos sem o evento, o Anime Friends 2022 aconteceu em São Paulo nos dias 08, 09 e 10 de julho e eu tive a oportunidade de cobrir os três dias como imprensa pela primeira vez.

Pode parecer óbvio, mas ir ao AF como imprensa foi muito diferente de ir como visitante. Foi muito divertido olhar tudo com olhos de criadora de conteúdo, eu amei tirar várias fotos, me empolguei tanto que no final foram cento e vinte e nove, além de alguns vídeos.
Sendo sincera, achei que não seria aprovada no credenciamento de imprensa, então fiquei tão surpresa e feliz quando recebi o email com a aprovação que até chorei.
Queria ter produzido mais conteúdos durante o evento? Sim, mas espero que quem acompanhou tenha gostado de tudo que mostrei nos stories. Também torço para vocês gostarem dos posts após o fim, como as fotos no Instagram, o vídeo no Tiktok e, claro, este texto aqui.

O Anime Friends

Anime Friends 2022

Me faltam palavras para expressar o quanto amei estar presente em mais um evento com outros fãs de animes! É cansativo, um pouco estressante, mas é tão bom ver tanta gente unida por gostos em comum.

Assim como na edição de 2019, este ano um acordo com a Prefeitura de São Paulo garantiu que todos os ingressos de sexta-feira fossem de graça. Eles esgotaram em menos de vinte e quatro horas, o que prova que existe um grande interesse em eventos assim. Por isso que volto a dizer que esse tipo de ação é necessária e muito importante, afinal de contas é preciso existir o incentivo ao acesso à cultura.
Dito isso, sexta foi o dia mais cheio e foi maravilhoso ver todo mundo empolgado aproveitando. É sempre uma surpresa positiva ver uma grande quantidade de adolescentes, até mesmo famílias inteiras, nesses lugares.

Tive sorte de entrar no estande da NewPOP no primeiro dia para olhar tudo com calma porque depois disso a fila para entrar estava gigante durante o dia inteiro. Ficou evidente qual editora foi a queridinha dos leitores no evento.

Os estandes mais bonitos eram, sem dúvida, o da Crunchyroll, o da editora JBC e o da editora NewPOP. Fiquei horas tirando fotos de cada canto desses estandes e meu único arrependimento foi de não ter gravado mais vídeos.

● Sexta-feira, 08/07

Gosto de usar o primeiro dia para conhecer o local de forma mais geral, superficialmente, somente para saber onde fica o quê. E foi isso que fiz porque decorar a organização do espaço é um jeito de evitar que eu me perca nos dias seguintes.
Também aproveitei para conferir o preço dos mangás que estavam na minha lista. Os melhores descontos eram da JBC e da NewPOP, sendo que a última tinha alguns mangás por dez reais. No fim, não comprei nenhum, o que foi um grande feito do meu autocontrole.

Painel com as editoras JBC, NewPOP, Pipoca & Nanquim e Devir

Não sei o que eu esperava desse painel, mas talvez o fato de que acompanho as editoras nas redes sociais, lives, etc, fez com que nada do que foi falado fosse novidade para mim. A pandemia e como isso afetou as editoras, o aumento das vendas, a crise do papel, mangás digitais… Foi mais do mesmo, principalmente porque as editoras estavam com painéis individuais marcados para o fim de semana.

● Sábado, 09/07

Comentei há pouco tempo que não sabia onde tinha ido parar a minha versão que acordou às seis da manhã para pegar autógrafos na Bienal 2018. Pois saibam que encontrei ela e a coloquei para trabalhar.
Graças às ruas que foram fechadas por causa da Marcha para Jesus (que eram locais que faziam parte do meu caminho para o Anhembi) e às senhas das sessões de autógrafos da A1 (distribuídas às dez horas), fui obrigada a acordar muito cedo para chegar sem problemas no evento e garantir minha senha.
O lado bom é que deu tudo certo, além de render várias fotos e vídeos porque lá estava quase vazio logo após abrir.

Anime Friends 2022

Também foi dia de aproveitar o Artist’s Alley e teve toda uma jornada para que isso acontecesse. Vi um tweet mostrando vários itens muito bonitos que foram comprados no AF, mas a pessoa que postou não sabia de qual artista era cada item. Eu já estava disposta a olhar mesa por mesa até achar o que queria, quando um anjo respondeu citando os respectivos artistas. Isso facilitou muito a minha vida, então consegui fazer minhas comprinhas tranquila.

Painel da editora JBC

Não assisti inteiro porque o horário coincidiu com a sessão de autógrafos da A1, fiquei somente até o anúncio das novas publicações ser feito.
Confesso que ainda estou sem saber o que me surpreendeu mais: a reimpressão da coleção completa de Fairy Tail (os sessenta e três volumes) ou o anúncio de uma história que não é shounen.

Mangás anunciados: Doukyusei, volume único saindo ainda em 2022 e as sequências Sotsugyosei (dois volumes), Sora & Hara (volume único), O. B. (dois volumes) e Blanc (dois volumes).

Achei que o anúncio seria um shoujo porque esperava Yona of the Dawn (Akatsuki no Yona). Sim, sei que sou iludida, mas não custa sonhar. Ainda assim, gostei que vão publicar Doukyusei.

Sessão de autógrafos com A1, autora de On or Off

Anime Friends 2022

Não vou mentir, achei ruim ter que chegar lá muito cedo para pegar a senha para o autógrafo. Mas não tinha outra opção porque eu queria participar da sessão das treze horas e estava com medo de esgotar todas as senhas do dia.

Sabe o sentimento de conhecer alguém que você acha sensacional e a pessoa ser ainda melhor? Foi assim com a A1.
Pedi para a tradutora falar para a autora que, entre todas as webtoons que li desde o ano passado, On or Off é um dos meus favoritos. E a A1 respondeu com um “obrigada”, assim em português mesmo. Foi muito fofo, amei ter a oportunidade de conhecê-la.

Só me arrependi da minha escolha de página para ser autografada. Na hora pareceu uma boa ideia, mas a tinta dos carimbos demorou tanto para secar que tive que usar um papel para tirar o excesso e acabou manchando um pouco.

Painel da editora NewPOP

Anúncios: A poderosa invasão mongol (Choudouryoku Mouko Daishuurai, volume único), Kimi wa Natsu no Naka (volume único), Mushishi (cinco volumes, edição 2 em 1), Gon (quatro volumes, edição 2 em 1), Ashita no Joe (dez volumes, edição 2 em 1) e Mo Dao Zu Shi – quadrinho (em andamento, edição totalmente colorida).

Eu estava muito ansiosa para saber quais títulos seriam anunciados e não fiquei surpresa por ter BL na lista. Óbvio que estou feliz que o quadrinho de Mo Dao Zu Shi será lançado aqui. Não conheço Kimi wa Natsu no Naka, mas a moça que estava sentada do meu lado disse que é muito bom.

Painel com A1, autora de On or Off

Eu estava muito focada em secar a tinta do carimbo do autógrafo, então tenho certeza que perdi alguns comentários. Mas adorei ouvir a A1 falando que acredita que On or Off não funcionaria como K-drama. Fujo de live action, prefiro animações por achar que o personagem fica mais fiel ao ser adaptado dessa forma.

Hyperventilation (comprar na Amazon), Under the greenlight (ler em inglês no Tapas) e Shutline (ler em inglês no Lezhin) foram algumas das histórias recomendadas pela autora.

● Domingo, 10/07

Depois de machucar meu pé na Bienal e isso ter piorado no sábado do AF, meu cansaço era tanto que achei que não conseguiria voltar no domingo. Felizmente, oito horas de sono operaram um milagre enorme e eu estava mais animada para enfrentar o último dia de evento.

Ainda bem que fui, pois conheci os épicos Malu e Leonardo do podcast Epic Soda (que também trabalham em outras áreas do mundinho anime). Venci a timidez (e a miopia!) e conversei mais com a Ritchinya, que foi um amor. Consegui comprar o último chaveiro de HuaLian da Sissy Mizuki (e, com isso, terminar a busca aos artistas que tinham produtos das histórias da MXTX). E aproveitei para comprar outro print de HuaLian da Lulooca porque o que comprei no sábado amassou. Aliás, ela foi uma fofa quando expliquei o que aconteceu e até deu desconto na segunda compra.

Painel da Crunchyroll com os dubladores de Jujutsu Kaisen

Eu sempre acho maravilhoso ouvir as pessoas falando sobre o trabalho delas. Com o adicional de que, nesse caso, eles pareciam estar se divertindo ali, incluindo quando fizeram a dublagem ao vivo de KonoSuba. Amei quando o Yuri Tupper, dublador do Itadori Yuji, falou sobre evitar piadas datadas em dublagens. Sou 100% contra memes famosinhos do momento em dublagens, legendas e traduções no geral, então fiquei feliz de ouvir isso de um dublador.
Nos agradecimento ao final, achei legal um deles, que acredito ter sido o Pedro Alcântara, compartilhar como ele estava contente por ter conseguido falar mais do que quando esteve em um painel pela primeira vez. Me identifiquei porque sou introvertida e fico nervosa feat ansiosa em situações que envolvem muitas pessoas.
O único problema foi o local estar muito quente, eu tive que usar minha credencial para conseguir um pouco de vento e diminuir o calor. Isso acabou me distraindo, mas pelo menos o bate-papo valeu a pena.

Painel com A1, autora de On or Off

Tive muito azar nesse painel porque só tinha lugar vazio nas últimas fileiras de cadeiras onde muitos grupinhos estavam conversando, por isso quase não ouvi o que foi dito no palco.
Felizmente, o tudo que ouvi fez valer a pena estar ali. Achei muito legal a autora compartilhar o método dela com novas histórias: primeiro conta para amigos e, se eles gostarem, o próximo passo é fazer a parte textual. Depois, ela faz um desenho simples que é enviado para a editora para correções. Esse desenho volta para a autora, que aplica as alterações que achar necessárias. A última parte é o desenho mais elaborado e quem colore e coloca sombras são os assistentes, mas toda a finalização é da própria autora.
Também gostei que o Guto perguntou sobre a escolha de cores do manhwa, se foi ela que decidiu isso (sim, foi) e o motivo por trás do uso de tons pastéis. Ela explicou que o início do enredo não é romântico, por isso o uso de cores mais pastéis. Conforme o romance aumenta, as cores aumentam junto, mostrando a evolução do amor na história com as cores.
A1 ainda agradeceu os leitores por gostarem do que ela escreve e falou que as trinta horas de viagem para o Brasil foram recompensadas, uma fofa mesmo.
Para completar, ela contou que On or Off terá um spin-off. Pelo que entendi, será com uma inversão dos papéis dos protagonistas, o que me deixou muito curiosa para ler logo.

Sei que este post ficou gigante, mas espero ter conseguido transmitir como foi esse retorno de evento de cultura pop asiática. E, mesmo que seja só um pouco, que vocês tenham se sentido fisicamente no Anime Friends junto comigo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ellen Silva
Amo animes, mangás, livros e procrastinar.
Você também pode gostar...
2 Comentários
  • Emerson
    28 de julho 2022, às 3:32

    Parece que foi um evento muito legal. O post está super completo. Gosto de posts assim que não faltam nenhum detalhe. gostei do blog e estarei por aqui agora, esteja à vontade para visitar o meu espaço também.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Responder
    • Ellen
      30 de julho 2022, às 6:29

      Fico feliz por você ter gostado do post e também do blog! Você é muito bem-vindo para continuar acompanhando meu trabalho

      Responder
  • Deixe Um Comentário