Podcast: Modus Operandi

por em 08 de agosto, 2020 2 Comentários
podcast

Nunca pensei que ia ficar tão apaixonada por um podcast, mas o Modus Operandi é perfeito e é impossível não gostar.

Aviso de gatilhos: “o programa a seguir pode conter descrições de extrema violência e não é recomendado para pessoas sensíveis”, (Modus Operandi, 2020).

O Modus Operandi é um podcast sobre crimes reais feito pelas maravilhosas Bel Rodrigues, Carol Moreira e Mabê. Cada episódio é sobre um crime e as histórias vão desde serial killer, como Ted Bundy, até, por exemplo, o massacre de Columbine.

Dá para perceber que elas tomam muito cuidado ao falar sobre os casos, sempre fazendo várias pesquisas, lendo o máximo possível e alertando sobre divergências que encontram. Isso é muito importante, pois se trata da realidade, não é ficção, são pessoas e acontecimentos reais. Então é necessário ter certa responsabilidade ao transmitir esse tipo de conteúdo e elas arrasam nesse quesito.
Além disso, elas contam os eventos de uma forma que não fica maçante ouvir. Posso escutar por horas sem ficar entediada ou cansada, por isso sou a favor de ter mais episódios por semana. Não custa sonhar, apesar de saber que pedir esse tipo de coisa não é legal, elas já se esforçam bastante, cobrar mais não ajuda.

Eu gosto de todos os episódios, mas os meus favoritos até agora são #07 – BTK: O serial killer que se escondeu por 30 anos, #11 – Dee Dee e Gypsy: A mãe perfeita para alguém doente, #14 – Mindhunter: O primeiro caçador de serial killers americano, #16 – Ed Kemper: O serial killer que matou a própria mãe, #19 – Amanda Knox: Culpada ou vítima da mídia?, #20 – João de Deus: A seita de um estuprador (feat. Chico Felitti), #22 – Suzane von Richthofen: O caso que chocou o país, #24 – Lorena: A mulher que castrou o marido e #26 – H. H. Holmes – O Primeiro Serial Killer Americano.
Senti muita raiva enquanto ouvia e não fiquei surpresa, afinal de contas são acontecimentos terríveis. Apesar de saber que isso poderia acontecer e estar esperando, com alguns, como o do João de Deus, eu me senti até fisicamente mal. Foi um dos que me preparei durante dias para poder escutar e ainda assim me afetou demais.

É o primeiro podcast que acompanho e realmente não esperava gostar tanto, não por causa do tema, mas por achar que eu não me daria bem com esse tipo de mídia. A melhor parte é que consigo fazer outras coisas enquanto escuto, o que achei que seria impossível porque eu acreditava que seria difícil prestar atenção no episódio e, por exemplo, lavar louça. No fim, ouvir histórias acabou se tornando mais um costume e estou adorando essa experiência.

Espero que vocês também ouçam e venham conversar comigo sobre os episódios.

Tópicos Relacionados

Ellen Silva
Amo livros, séries, animes e procrastinar.
Você também pode gostar...
2 Comentários
  • Thayza Fonseca
    20 de agosto 2020, às 11:28

    Olá!

    Eu amo a bel com todas as minhas forças, mas não tenho muito estômago para o podcast mesmo que eu queira muito acompanhar não acho que é um conteúdo bom para mim. Eu não conheço a mabê, mas sei do cuidado que a Bel e a Carol tem com seus conteúdos no Youtube, sendo assim para quem curte deve ser um prato cheio mesmo.

    Beijos

    Responder
    • Ellen
      20 de agosto 2020, às 5:32

      Oi!

      Realmente é um conteúdo maravilhoso, mas é melhor não ouvir, ainda mais que você sabe que não vai te fazer bem. É bem pesado, então é importante ter esse respeito por si mesma e não se forçar a consumir algo que vai te afetar negativamente.

      Beijos

      Responder
  • Deixe Um Comentário